O Social em Questão - Revista do Departamento de Serviço Social PUC-Rio - Página inicial
Rio de Janeiro, 09/05/2021
ISSN 1415-1804 (Impresso) | ISSN 2238-9091 (Online)
Chamadas e instruções aos autores

A Revista


Revista O Social em Questão, nº50 (2021.2)

Organizadoras: Andreia Clapp Salvador (PUC-Rio), Ana Paula Procópio da Silva (UERJ) e Jussara Assis (UFF).

Antirracismo, ações afirmativas e pré-vestibulares populares

A edição nº50 da Revista O Social em Questão objetiva estimular a produção de artigos científicos e promover a divulgação de pesquisas e estudos relevantes, relativos ao campo das relações étnico-raciais, das desigualdades sociais, da educação e da promoção da igualdade racial. A sociedade brasileira é marcada pela desigualdade estrutural, que é a base de sua formação social, e que atinge notadamente a população negra, pobre, indígena, mulheres e o grupo LGBTQ+.

Em 1995, os movimentos negros intensificaram a reivindicação do enfrentamento da questão racial brasileira no âmbito do Estado exigindo através do documento “Programa de Superação do Racismo e da Desigualdade Racial” a implementação de políticas públicas valorativas e afirmativas. Tem origem nessa mobilização a movimentação do Estado para a construção do arcabouço legal, que irá fundamentar a igualdade racial como política pública. Nos anos 2000, as estratégias de combate às desigualdades raciais passaram a figurar como Política Nacional de Igualdade Racial – PNPIR, com o “objetivo principal de reduzir as desigualdades raciais no Brasil, com ênfase na população negra”.

As ações afirmativas, voltadas para a alteração dos quadros de desigualdade social, são, segundo o Ministro Joaquim Barbosa (2003), políticas públicas ou privadas que buscam a efetivação da igualdade de oportunidade, logram maior diversidade e maior representatividade de grupos sociais que vivem em condições desiguais e propõem uma maior inclusão social. A ação das ações afirmativas ainda é pouco reconhecida no campo do que o Ministro e jurista chama de “efeitos persistentes”, de ordem cultural, pedagógica e psicológica, que se originaram no passado e que ainda se mantêm. Assim, a implementação de políticas afirmativas provocaria alterações na esfera da igualdade e no campo da consciência social, pautada na perspectiva de reconhecimento das diferenças e como estratégia de enfrentamento das desigualdades fundadas nas iniquidades raciais.

O racismo institucional e as desigualdades derivadas, presentes em toda a sociedade, se manifestam também nos centros de formação universitária, direcionados desde a sua origem para a formação da elite branca. Porém, este quadro vem sofrendo alterações, com as ações afirmativas e a atuação dos pré-vestibulares populares, que vem ampliando o acesso de estudantes de escola pública, da classe popular, negros e indígenas ao ensino superior. Os pré-vestibulares populares, também chamados de comunitários ou sociais, vêm formando, ao longo de três décadas, estudantes negras e negros, indígenas, LGBTQ+ e demais grupos em condição de desigualdade social, para a inserção universitária. Funcionando nas periferias, favelas e em diversas instituições do Rio de Janeiro, têm uma proposta dirigida às classes populares, atuam de forma gratuita e as atividades são ministradas por educadores voluntários. Muitos estudantes dos pré-vestibulares populares ingressam, através de políticas afirmativas de corte racial, social e étnico, em Universidades públicas, privadas e comunitárias, contribuindo assim para uma maior democratização do ensino superior.

Os artigos científicos, estudos e pesquisas, pertinentes à temática das relações étnico-raciais, politicas de ação afirmativa e pré-vestibulares populares, devem ser enviadas para o email da Revista O Social em Questão (osq@puc-rio.br) até o dia 15 de novembro de 2020.

Instruções aos Autores


Submissão on-line

Os manuscritos serão submetidos à apreciação do Conselho Editorial apenas por meio eletrônico através do e-mail da revista osq@puc-rio.br. O arquivo a ser anexado deve estar digitado em um processador de textos MS Word (extensão “.DOC”), página A4, letra padrão Arial 11, espaço 1,5 e margens de 2,5 cm a direita, esquerda, superior e inferior com numeração sequencial de todas as páginas. As notas de rodapé devem estar redigidas em letra padrão Arial 8 com espaço simples.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Todo original postulado para publicação deve ser original e inédito e não deve ter sido enviado simultaneamente para outras revistas. Ele é avaliado por pares, membros da Comissão Editorial, do Conselho Editorial Científico ou pareceristas externos para avaliação da pertinência temática, observação do cumprimento das normas gerais de encaminhamento de originais e avaliação da qualidade científica do trabalho. Os pareceres sempre apresentarão uma das seguintes conclusões: aprovado como está; favorável à publicação, mas solicitando alterações; não favorável à publicação. Todo parecer incluirá sua fundamentação. Em caso de um parecer favorável e outro não favorável, será solicitado um terceiro parecer. A revista O Social em Questão assegura o anonimato para os autores e avaliadores no processo de avaliação, permitindo liberdade para julgamentos e avaliações. Após emissão dos pareceres, a Comissão Editorial entrará em contato com os autores. A Comissão Editorial se propõe em enviar a avaliação dos artigos em até três meses depois do recebimento do original. As possíveis modificações de estrutura e conteúdo do texto serão acordadas entre os autores e a Comissão Editorial. Após aprovação, o artigo é revisado ortográfica e gramaticalmente. As alterações eventualmente realizadas serão encaminhadas para aprovação formal dos autores por e-mail antes de serem encaminhados para publicação.

A revista O Social em Questão está empenhada em manter os mais altos padrões de ética de publicação e toma todas as medidas possíveis contra quaisquer malversações no processo de publicação, segundo os princípios recomendados pelo Committee on Publication Ethics – COPE (http://publicationethics.org/).Todos os trabalhos resultantes de pesquisa, que envolverem populações vulneráveis, deverão apresentar o parecer do Comitê de Ética da instituição de origem do autor.

 

Forma e preparação de manuscritos

1. Artigos temáticos: de submissão condicionada ao período das chamadas temáticas, correspondem a trabalhos originais contendo revisão crítica ou resultado de pesquisas de natureza empírica ou conceitual. Não devem ultrapassar 45 mil caracteres com espaço.2. Artigos para a seção livre: de submissão aberta e de forma contínua, correspondem a trabalhos originais contendo revisão crítica ou resultado de pesquisas de natureza empírica ou conceitual. Não devem ultrapassar 45 mil caracteres com espaço.3.Resenha de livros: poderão ser encaminhadas resenhas de livros publicados no Brasil ou no exterior – limite máximo de 10 mil caracteres com espaço.

 

Estrutura
1) Página de rosto- Título do trabalho - deve ser apresentada a versão do título para o idioma inglês (máximo de 120 caracteres, incluindo espaços). - Nome dos autores: a revista publicará o nome dos autores segundo a ordem encaminhada no arquivo.- Referências institucionais do(s) autor(es) em forma de nota de pé de página: i) titulação, ii) vínculo institucional, iii) país de vínculo institucional, iv) número ORCID e v) e-mail para contato.- Resumo de no máximo 100 palavras em português e versão em inglês. Quando o trabalho for escrito em espanhol, deve ser acrescido um resumo nesse idioma.- Palavras-chave: mínimo de 3 e máximo de 5.Os autores deverão informar quais organizações de fomento à pesquisa apoiaram os seus trabalhos.

 

2) Desenvolvimento do artigo

Após a página de rosto, os autores devem pular uma página para iniciar a redação do artigo. Solicita-se a inserção do título do trabalho nessa segunda página, sem nenhuma menção aos autores. 

 

Ilustrações
Tabelas, quadros, gráficos, figuras, fotos e mapas serão incluídas no corpo do texto e devem ser numerados, por tipo, em algarismos arábico, com suas respectivas legendas e fontes (quando houver) e tendo sido atribuído um breve título. Todos os documentos gráficos, somente em preto e branco, devem ser nítidos, em alta definição, resolução de 600 dpi em tamanho natural e salvas em arquivos JPG, TIFF ou BMP.

 

Referências

As referências, cuja exatidão é de responsabilidade dos autores, deverão ser apresentadas de modo correto e completo e limitadas às citações do texto.

 

Exemplos
Citação indireta

Deve ser indicada no texto pelo sistema de chamada autor-data: (LEFEBVRE, 2008, p.132) ou “Segundo Lefebvre (2008, p.132)...”.

 

Citação direta

Até três linhas, deve estar dentro do corpo do texto, entre aspas e com a mesma fonte do artigo. Se a citação for superior a três linhas, deve estar fora do corpo do texto, sem aspas, fonte Arial tamanho 10, recuada 2,5cm do parágrafo, com espaçamento interlinear simples e margem direita igual à do texto.

 

Artigo de Periódico

ROSENFIELD, Cinara L. Paradoxos do capitalismo e trabalho em call centers: Brasil, Portugal e Cabo Verde. Caderno CRH, v.20, n.51, p. 447-462, 2007.

 

Artigo de Periódico em formato eletrônico

LOPES, Thelma. Luz, arte, ciência - ação! História, Ciências, Saúde - Manguinhos, Rio de Janeiro, v.12, supl, p.401-412. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v12s0/20.pdf. Acesso em: 22 mar. 2008.

 

Livro
LEFEBVRE, Henri. Espaço e política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

Capítulo de livro

 

SOUZA, Celina. Estado da arte da pesquisa em políticas públicas. In: HOCHMAN, Gilberto, ARRETCHE, Marta e MARQUES, Eduardo. Políticas públicas no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2007. p.65-86.

 

Teses, dissertações e monografias

LIMA, Nísia V. T. O movimento de favelados do Rio de Janeiro. Políticas do Estado e lutas sociais (1954-1973). Tese (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Sociologia do Instituto de Pesquisas do Estado do Rio de Janeiro (IUPERJ), Universidade Cândido Mendes, Rio de Janeiro.

 

Trabalhos Apresentados em Eventos

IAMAMOTO, Marilda V. Os caminhos da pesquisa em Serviço Social. In Anais... XI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, Fortaleza: ABEPSS, 2004.

Relatórios
CAMPOS, MHR. A Universidade não será mais a mesma. Belo Horizonte: Conselho de Extensão da UFMG, 1984. (Relatório).

 

Declaração de Autoria e de Responsabilidade

Todas as pessoas designadas como autores devem responder pela autoria dos manuscritos e ter participado suficientemente do trabalho para assumir responsabilidade pública pelo seu conteúdo. Ao enviar o material à Revista O Social em Questão, os autores assumem a autoria dos artigos e transferem automaticamente todos os direitos autorais para a Revista O Social em Questão sem envolver quaisquer pagamentos aos mesmos.Como a revista adota a licença Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0), é possível a distribuição, adaptação e criação a partir dos trabalhos publicados na revista, desde que atribuam o devido crédito à primeira publicação na Revista “O Social em Questão”.

A revista O Social em Questão solicitará dos autores uma resposta por e-mail em forma de aceite da versão final a ser publicada, após correção de forma e diagramação. Quando utilizadas fotos com pessoas, estas devem vir acompanhadas da permissão por escrito dos fotografados, mesmo quando não identificados. A utilização de fotos com crianças ou adolescentes deve respeitar a legislação vigente. As opiniões emitidas nos trabalhos publicados, bem como a exatidão, adequação e procedência das citações e referências são de exclusiva responsabilidade dos seus autores, não refletindo necessariamente a posição do Programa de Pós-graduação em Serviço Social da PUC-Rio.

 

Envio do número ORCID

O Open Researcher and Contributor ID (ORCID) é um código alfanumérico que diferencia um autor de qualquer outro, mesmo que este autor possua homônimo, que tenha mudado o nome em função de matrimônio, ou que tenha sido publicado, indexado e/ou citado de formas variadas. A revista solicita aos autores que encaminhem o seu número ORCID. Para obtê-lo é necessário:
1) Abrir o navegador de sua preferência e entrar no endereço https://orcid.org/; 2)Clicar na opção “Register now” (https://orcid.org/register);3)Preencher o formulário de cadastramento. Os itens solicitados são: First name, Last name, Email, Re-enter email, Create an ORCID password, e Confirm ORCID password; 4)Adicionar informações indicando variantes do nome, entre outros itens. O ORCID registra 4 tipos de informações: 1) formação acadêmica (education), 2) vínculo profissional (employment), 3) financiamentos (funding) e 4) trabalhos (works). É possível controlar a visibilidade das informações registradas no ORCID por meio das opções: público (verde), limitado a grupos específicos (amarelo) e privado (vermelho).5) Abrir o seu e-mail e clicar no link disponível na mensagem enviada pelo ORCID. Ou seja, após o preenchimento do formulário, o ORCID enviará uma mensagem para o e-mail cadastrado no formulário com o objetivo de validar o código. 6) Utilizar o código de identificação do ORCID sempre que necessário. Por exemplo: quando for submeter artigos, aplicar para bolsas ou auxílios, etc.

 

Modelo de formulário utilizado pelos avaliadores


English Instructions to the authors

 

“O Social em Questão” magazine is the Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro Post-Graduate Program official publication. All original texts submitted for publication must be new and unpublished, and shall be assessed by peers on an anonymous basis. The magazine publishes articles in Portuguese and Spanish. Upon sending their material, authors take responsibility for the authorship of the articles, and transfer automatically all copyrights to O Social em Questão magazine with no payment involved. The magazine adopts the Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0) license. O Social em Questão magazine shall request an acceptance reply by email from the authors regarding the final version to be published, after correction of text form and formatting. Manuscripts shall be submitted to the appraisal of the editorial board through the magazine email address on an exclusive basis at osq@puc-rio.br. The attached file shall be typed on an MS Word processor (extension “.DOC”), A4 page size, Arial 11 font, 1,5 space, 2,5 cm on the right, left, top and bottom margins, and sequential numbering of all pages. Footnotes shall be written in Arial 8 font with simple line spacing. 

 

Form and preparation of manuscripts

1. Theme articles: submission is subject to the call for theme articles period and refer to original works containing a critical review or the result of empiric or conceptual research. They shall not exceed 45 thousand characters, with spaces.2. Free section articles: their submission is open on a continuous basis, and refers to original works containing a critical review or the result of empiric or conceptual research. They shall not exceed 45 thousand characters, with spaces.3. Book review: review of books published in Brazil or abroad can be submitted - maximum of 10 thousand characters, with spaces. 

 

Structure
1) Cover page

- Work title – the title shall be translated into English (maximum of 120 characters, spaces included). - Authors’ names: the magazine shall publish the authors’ names following the order established in the file. - Institutional references of author(s) in footnote format: i) title, ii) institutional affiliation, iii) institutional affiliation country, iv) ORCID ( Open Researcher and Contributor ID) number and v) contact email. - Summary with a maximum of 100 words in Portuguese and a translation into English thereof. Works written in Spanish shall include a summary in Spanish language. - Key-words: minimum of 3 and maximum of 5.


2) Article development

After the cover page, authors shall skip one page and start writing the article. They are requested to insert the work title in that second page, without mentioning the authors.

Illustrations
Tables, diagrams, charts, figures, pictures and maps shall be included in the body of the text and shall be numbered by type, in Arabic numbers, with their respective captions and sources (if any), bearing a short title. All graphic documents, in black and white only, shall be clear, with high definition and 600 dpi resolution, in actual size and saved in JPG, TIFF or BMP files.


References
References, whose accuracy is the authors’ responsibility, shall be presented on a correct and complete basis, shall be limited to quotations to the text, and shall be numbered in the order in which they appear in the text, following the rules proposed by Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT (Brazilian Association for Technical Standards), NBR-6023.


Exemples

Indirect quotation

To be indicated in the text through the call system: author-date: (LEFEBVRE, 2008, p.132) or “According to Lefebvre (2008, p.132)...”.


Direct quotation

With up to three lines, it shall be within the body of the text, between quotation marks, in the same font of the article. If the quotation exceeds three lines, it shall be outside the body of the text, without quotation marks, Arial font size 10, indented 0,5 cm from the paragraph, with simple interlinear space and the same right margin as the text.


Articles of Periodicals

ROSENFIELD, Cinara L. Paradoxos do capitalismo e trabalho em call centers: Brasil, Portugal e Cabo Verde. Caderno CRH, v.20, n.51, p. 447-462, 2007.

Articles of Periodicals in electronic format

LOPES, Thelma. Luz, arte, ciência - ação! História, Ciências, Saúde - Manguinhos, Rio de Janeiro, v.12, supl, p.401-412. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/hcsm/v12s0/20.pdf. Access on 22 mars 2008.

 

Books

LEFEBVRE, Henri. Espaço e política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

 

Book chapter

SOUZA, Celina. Estado da arte da pesquisa em políticas públicas. In: HOCHMAN, Gilberto, ARRETCHE, Marta e MARQUES, Eduardo. Políticas públicas no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2007. p.65-86.

 

Theses, dissertations and monographs

LIMA, Nísia V. T. O movimento de favelados do Rio de Janeiro. Políticas do Estado e lutas sociais (1954-1973). Dissertation (Master)- Postgraduate program in Sociology of the Institute of Research of the State of Rio de Janeiro (IUERJ), Candido Mendes University, Rio de Janeiro.


Works Presented in Events

IAMAMOTO, Marilda V. Os caminhos da pesquisa em Serviço Social. In Anais... XI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, Fortaleza: ABEPSS, 2004.

Reports
CAMPOS, MHR. A Universidade não será mais a mesma. Belo Horizonte: Conselho de Extensão da UFMG, 1984.

LICENÇA CREATIVE COMMONS

Creative Commons Esta obra está licenciada com uma licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.